Reprodução/BuzzFeed

A rapaz universitária norte-americana Belen Aldecosea jogou o próprio hamster na privada de um aeródromo de Baltimore (EUA). O semisselvagem, chamado de Pebbles, foi condenado à morte seguidamente não poder embarcar em um voo com a tutora.

Em uma entrevista ao Miami Herald, a garota tentou se justificar afirmando que precisava ir ainda Miami realizar um procedimento cirúrgico emergencial, mas havia confirmado com a companhia aérea que o semisselvagem poderia embarcar, ficando completamente surpresa e sem reação quando a aprovação foi negada em cima da hora.

Ela afirmou também que não conseguiu contato com ninguém que pudesse ficar com Pebbles e se voltasse em direção a casa em direção a deixar o hamster, perderia o voo. Ela disse que enquanto pensava no que formar, recebeu a sugestão de uma funcionária de jogar o semisselvagem em um vaso sanitário e facultar descarga.

Ela confessou também que o semisselvagem tremia e sentiu muito medo, mas que mesmo deste modo ela jogou o semisselvagem na privada e em seguida embarcou em seu voo.

seguidamente a repercussão do caso, a direção e Segurança de Transporte dos Estados Unidos afirmou que o transporte de hamsters e outros vivo não são impedidos, desde que cumpram as normas de segurança, como atestados de saúde e caixas de transportes adequadas.

rapaz joga hamster na privada de aeródromo seguidamente ser impedida de embarcar – ANDA

Fonte