Um vídeo divulgado no Facebook mostra o momento em que uma ativista pelos direitos vivo é agredida por um mucongo na Inglaterra. O vídeo recebeu mais de 250 mil visualizações em unicamente três dias.

Crédito: West Midlands Hunt Saboteurs

O incidente ocorreu enquanto a mulher filmava um grupo de caçadores. Crédito: West Midlands Hunt Saboteurs

A mulher e a concubina que estava com ela no momento da acometida são membros da organização West Midlands Hunt Saboteurs, que tem o objetivo de expor a crueldade da caça.

As ativistas ficaram mais de duas horas filmando e tentando interferir na prática cruel dos caçadores em Warwickshire.

A mulher que foi violentamente empurrada com destino a o chão teve que ser hospitalizada devido aos ferimentos.

Um porta-voz da ONG criticou a porte violenta do homem, afirmando que o incidente mostra o caráter dos caçadores de raposa.

Em outubro, um lavrador usou seu quadriciclo com destino a enfrentar os ativistas e acabou empurrando um deles com destino a dentro de uma vala.

Ativista pelos direitos vivo é agredida por mucongo

Fonte